segunda-feira, 29 de março de 2010

MENSAGEM DO DIA INTERNACIONAL DO LIVRO INFANTIL


Todos os anos, o IBBY (International Board on Books for Young People) dirige às crianças de todo o mundo uma mensagem de incentivo à leitura. Este ano, foi a escritora espanhola Eliacer Cansino a autora desta mensagem. O cartaz do IBBY é da autoria da ilustradora Noemí Villamuza. (em cima)

A DGLB (Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas) assinala esta data com a publicação de um cartaz da autoria de Madalena Matoso, vencedora da 13ª edição do Prémio Nacional de Ilustração. (em baixo)

MENSAGEM DO DIA INTERNACIONAL DO LIVRO INFANTIL 2010
Um livro espera-te. Procura-o

Era uma vez
um barquinho pequenino,
que não sabia,
não podia
navegar.
Passaram uma, duas, três,
quatro, cinco, seis semanas,
e aquele barquinho,
aquele barquinho
navegou.
Antes de se aprender a ler aprende-se a brincar. E a cantar. Eu e os meninos da minha terra entoávamos esta cantiga quando ainda não sabíamos ler. Juntávamo-nos na rua, fazendo uma roda e, ao despique com as vozes dos grilos no Verão, cantávamos uma e outra vez a impotência do barquinho que não sabia navegar.
Às vezes construíamos barquinhos de papel, íamos pô-los nos charcos e os barquinhos desfaziam-se sem conseguirem alcançar nenhuma costa.
Eu também era um barco pequeno fundeado nas ruas do meu bairro. Passava as tardes numa açoteia vendo o sol esconder-se à hora do poente, e pressentia na lonjura – não sabia ainda se nos longes do espaço, se nos longes do coração – um mundo maravilhoso que se estendia para lá do que a minha vista alcançava.
Por detrás de umas caixas, num armário da minha casa, também havia um livro pequenino que não podia navegar porque ninguém o lia. Quantas vezes passei por ele, sem me dar conta da sua existência! O barco de papel, encalhado na lama; o livro solitário, oculto na estante, atrás das caixas de cartão.
Um dia, a minha mão, à procura de alguma coisa, tocou na lombada do livro. Se eu fosse livro, contaria a coisa assim: «Certo dia, a mão de um menino roçou na minha capa e eu senti que as minhas velas se desdobravam e eu começava a navegar».
Que surpresa quando, por fim, os meus olhos tiveram na frente aquele objecto! Era um pequeno livro de capa vermelha e marca-de-água dourada. Abri-o expectante como quem encontra um cofre e ansioso por conhecer o seu conteúdo. E não era para menos. Mal comecei a ler, compreendi que a aventura estava servida: a valentia do protagonista, as personagens bondosas, as malvadas, as ilustrações com frases em pé-de-página que observava uma e outra vez, o perigo, as surpresas…, tudo isso me transportou a um mundo apaixonante e desconhecido.
Desse modo descobri que para lá da minha casa havia um rio, e que atrás do rio havia um mar e que no mar, à espera de partir, havia um barco. O primeiro em que embarquei chamava-se Hispaniola, mas teria sido igual se se chamasse Nautilus, Rocinante, a embarcação de Sindbad ou a jangada de Huckleberry. Todos eles, por mais tempo que passe, estarão sempre à espera de que os olhos de um menino desamarrem as suas velas e os façam zarpar.
É por isso que… não esperes mais, estende a tua mão, pega num livro, abre-o, lê: descobrirás, como na cantiga da minha infância, que não há barco, por pequeno que seja, que em pouco tempo não aprenda a navegar.
ELIACER CANSINO
Tradução: José António Gomes

HAIKU

Os alunos do 6ºA partiram à descoberta da Natureza, acompanhados pela professora Ana Isabel que, previamente, lhes ensinou o conceito de haiku e lhes mostrou alguns exemplos. No dia seguinte, na BE, numa oficina de escrita criativa, integrada na Semana da Leitura, foram trabalhados os textos que traziam e criados outros. Depois, foi só juntar as imagens retiradas do clipart.
Não sabemos bem se lhes podemos chamar haiku pois, provavelmente, são apenas uma espécie. De uma coisa temos a certeza: os alunos fizeram poesia!

BIODIVERSIDADE - PASSATEMPO

ATENÇÃO MENINOS E MENINAS ENTRE OS 8 E OS 12 ANOS!


A DGLB está a promover um passatempo relacionado com a biodiversidade, aliado ao facto de se comemorar o Dia Internacional do Livro Infantil a 2 de Abril, intitulado "E se eu fosse um bicho???"
Este passatempo visa "motivar as crianças para uma pesquisa sobre a variedade dos animais que povoam a terra, ao mesmo tempo que incentiva a criatividade, a imaginação e a escrita."
O que tens de fazer para concorrer?

  • Procura na Biblioteca Municipal ou na BE, livros que falem de animais ou que tenham um animal como personagem principal.
  • Tenta saber o mais possível sobre um animal pelo qual sintas grande simpatia – o seu habitat, o seu comportamento, se está ou não em vias de extinção, etc.
  • Redige um pequeno texto (máximo 2 páginas A4) sobre o animal escolhido ou imagina‐te um dos animais e escreve um conto, uma banda desenhada ou um poema.

    A data limite para entrega dos trabalhos é 2 de Maio.
O REGULAMENTO pode ser lido aqui.

ACTIVIDADE MATEMÁTICA NO JI

A Rita Gonçalves foi aluna na Escola EB 2,3 de Arrifana. Actualmente está a frequentar o 3º ano da Licenciatura de Educação Básica, na Universidade de Aveiro, e esteve no Jardim de Infância do Bairro, com duas amigas estagiárias, a realizar com as crianças actividades sobre padrões matemáticos utilizando objectos manipuláveis, cartolinas, construção de figuras e ainda um jogo interactivo, sendo que o objectivo era construir, completar e continuar sequências.
É de pequenino que se aprende matemática!...



sábado, 27 de março de 2010

A IMPLANTAÇÃO DA REPÚBLICA EXPLICADA ÀS CRIANÇAS DAS EB1

A partir de dois livros, A minha primeira República, de José Jorge Letria, D. Quixote, e D. Carlos, o diplomata, Ana Oom, Zero a Oito, foi explicada a implantação da República a todas as crianças das sete Escolas EB1 do Agrupamento de Escolas de Arrifana. A professora bibliotecária preparou um power point, com a colaboração da colega da equipa Rosa Fonseca, professora de História, que serviu de base a uma conversa com as crianças. Em cada escola, leu passagens dos dois livros, respondeu às questões dos alunos e todos cantaram a canção "Ventos de mudança", incluída no segundo livro, assim como o Hino Nacional que as crianças sabiam na perfeição.





FIM DA SEMANA DA LEITURA - PALESTRA PARA PAIS

Para terminar a Semana da Leitura, decorreu, na BE, uma palestra para pais, dinamizada pela professora bibliotecária com a colaboração de três alunas monitoras e do professor da Educação Especial que convidou dois dos seus alunos para lerem pequeninos textos. O convite foi extensível a todos os pais das crianças dos JI e EB1 do Agrupamento mas, infelizmente, muito poucos compareceram. Foi quanto perderam! A conversa foi muito agradável e os presentes chegaram à conclusão que as crianças que lêem são mais felizes. A sessão começou com um convite à leitura, através de um filme onde as crianças do JI do Bairro cantam "O Livro".

video

27 DE MARÇO - DIA MUNDIAL DO TEATRO

Para comemorar o Dia Mundial do Teatro e dar continuidade às actividades de leitura que decorreram até ontem, durante a Semana da Leitura, sugerem-se alguns livros de teatro que poderão ser lidos durante a interrupção lectiva da Páscoa.
A peça A rapariga voadora, de Maria Teresa Maia Gonzalez, Verbo, está a ser ensaiada pelo Clube de Teatro da escola para ser representada no final do ano lectivo.

O mistério da cidade de Hic Hec Hoc, de António Torrado, Calendário de Letras, foi escrito a partir da novela "Doutor Ox", de Júlio Verne. O homem sem sombra, também de António Torrado, Caminho, é uma adaptação de três contos de Hans Christian Andersen: "A Sombra", "Pequeno e Grande Claus" e "Boneco de Neve".



UM LIVRO UM FILME

Para terminar a Semana da Leitura decorreram várias sessões de cinema, quer na BE quer em salas de aula. Os filmes seleccionados foram todos realizados a partir de livros.

quinta-feira, 25 de março de 2010

A MENINA DO MAR NA SEMANA DA LEITURA



Sempre que um conto de Sophia de Mello Breyner Andresen é muito bem trabalhado com os alunos, conseguem-se momentos belíssimos. O seu conto A menina do mar foi, hoje, apresentado na BE, de forma dramatizada com fantoches.
O magnífico trabalho feito pelos alunos de 6ºano, inscritos no Clube de Artes, com orientação da professora Fátima Loureiro, e ensaiados pela professora Marisa Couto, coordenadora do Clube de Teatro, que fez a adaptação teatral do conto, foi mostrado aos colegas que, em duas sessões, assistiram muito concentrados à representação. Apesar de ter havido poucos ensaios, a actuação despertou a atenção da assistência e os alunos participantes adoraram a experiência.








SEMANA DA LEITURA - CONCURSO INTER-TURMAS DE 5ºANO

Hoje, a BE foi transformada numa autêntica quinta pelos professores de Língua Portuguesa do 5ºano. Um carro de bois, peneiras e crivos, linho fiado, toalhas de linho, tremoços, presunto e orelheira de porco, à boa maneira portuguesa. Tudo por causa do concurso de leitura inter-turmas a partir do livro de Manuela Ribeiro, O assalto à quinta. Os cinco alunos representantes de cada turma, preparados pelos respectivos professores de Língua Portuguesa, responderam a várias perguntas tendo havido um empate do 5ºA e do 5ºC. Estas duas equipas responderam a mais perguntas e o 5ºA acabou vencedor tendo dado 100% de respostas correctas.
Os alunos adoraram ter participado nesta iniciativa, que já é tradicional na Escola, e gostaram muito de ter lido este livro. Só falta o autógrafo da escritora mas, para isso, terão de esperar até ao dia 13 de Maio.


A equipa vencedora com o respectivo professor de LP.

SEMANA DA LEITURA - CONCURSO INTER-TURMAS DE 6ºANO

A partir da leitura do livro de Manuela Ribeiro, Horas de acordar, os alunos de 6º ano confrontaram-se num concurso, saindo vencedora a equipa do 6ºD por ter respondido correctamente a mais perguntas.




terça-feira, 23 de março de 2010

ENTREVISTA AO COMISSÁRIO DO PNL

A entrevista ao actual comissário do PNL, Fernando Pinto do Amaral, sobre poesia e leitura, pode ser seguida aqui.

SEMANA DA LEITURA - SESSÃO DE LEITURA COM ALUNOS DO CURSO EFA

Esta sessão estava prevista apenas para alunos do curso EFA. No entanto, como a turma só tem seis alunos e três faltaram, vários alunos do 9ºano quiseram participar da sessão e partilhar leituras. Acompanhados pela professora de Língua Portuguesa, Sílvia Correia, os três alunos falaram da sua pouca prática de leitura mas acabaram motivados para começarem a ler. O início, para a D. Bernardete, aconteceu hoje: leu um poema e sentiu-se muito feliz. A professora Sílvia, sempre acompanhada pela sua guitarra, cantou o poema "Fundo do mar", de Sophia de Mello Breyner Andresen, por ela musicado. A propósito da biodiversidade, tema trabalhado na escola, inclusivamente pelo curso EFA, a professora Ana Paula leu o conto "O sonho da floresta", de Kenneth Steven. A aluna Diana leu o conto "Remorso", de António Botto. E, de leitura em leitura, se passou um agradável momento.

REDACÇÃO DE HAIKU

Escrever haiku, poemas japoneses de três versos que transmitem uma percepção instantânea da natureza, foi uma das actividades da Semana da Leitura na BE. A turma do 6ºA, desafiada pela professora de Português, Ana Isabel, partiu, ontem, para uma exploração do espaço circundante da escola em busca de inspiração. Hoje, os alunos trouxeram para a biblioteca essa inspiração e algumas frases já feitas que, depois de trabalhadas, deram lugar a bonitos haiku (ou algo parecido!!!) que serão aqui publicados em breve.
Bashô foi considerado o primeiro maior poeta de haiku. Este foi um dos exemplos que serviu de modelo aos alunos:

segunda-feira, 22 de março de 2010

SEMANA DA LEITURA - TERTÚLIA

Decorreu, hoje, entre as 12h e as 13h30, a segunda tertúlia deste ano lectivo. O número de participantes aumentou, os comentários aos livros lidos fluiram, a motivação para a requisição domiciliária funcionou em pleno pois, muitos dos livros apresentados foram requisitados durante a tarde.
A sessão começou com a leitura do conto "Madassa", (de Michel Séonnet), o menino que não sabia ler nem escrever. Na cabeça de Madassa não havia lugar para as palavras. A sua cabeça apenas albergava o medo provocado pela guerra. E esse medo alimentava uma granda raiva. A professora começou a contar-lhe histórias e Madassa passou a deixar que as palavras das histórias entrassem na sua cabeça. Um dia, elas sairam da cabeça de Madassa e voaram para o papel. Madassa tinha escrito um poema com as palavras das histórias que ele transformara nas suas próprias palavras. Madassa descobriu que a isto se chama escrever.




DIA MUNDIAL DA ÁGUA

O ciclo da água ao som dos Queen "We Will Rock You". Genial!

domingo, 21 de março de 2010

REMORSO

Para dizermos à Primavera: "- Vem e instala-te com todo o teu esplendor" e alertar para o problema da perda de biodiversidade devido a atentados contra a Natureza, aconselhamos a leitura deste pequenino mas belíssimo conto, de António Botto, que encerra uma enorme mensagem.Se gostaram deste, podem dirigir-se à BE onde vão encontrar a malinha dos contos subordinados ao tema da Natureza.

CHÁ POÉTICO NA BE

Para abrir a Semana da Leitura e comemorar o Dia Mundial da Poesia (com dois dias de antecipação mas poesia faz-se e diz-se quando um Homem quer!), decorreu um chá poético onde alunos do 5º ao 9ºanos, assim como os elementos da equipa disseram poesia. A sessão teve o apoio precioso dos professores de Língua Portuguesa da Escola e de duas professoras de Música; os pais dos alunos envolvidos acorreram em massa e encheram a BE, apesar da noite de chuva.
Que tema escolher para este serão poético? O chá foi fácil escolher: cidreira. O acompanhamento, também: bolinhos de coco e amêndoas. O mais difícil e trabalhoso foi escolher um tema para a selecção de poemas.
Começámos com um apelo à leitura. O poeta João Pedro Mésseder convidou-nos a viajar através dos livros: um pequeno grupo, ensaiado pela professora Ilda Sá, cantou o poema "Um livro" incluído no seu livro O g é um gato enroscado.E, já que se faz poesia com palavras, o escritor Álvaro Magalhães mostrou-nos o seu valor, a sua beleza, mas também a sujidade de muitas que precisam de ser limpas. Seis alunos do 6ºD disseram de forma muito expressiva o poema "O limpa-palavras".
Dado que, este ano, Portugal celebra a implantação da República que aconteceu em 5 de Outubros de 1910, seleccionámos os poetas da Primeira República (1910-1926). Uns mais conhecidos outros nem tanto. Dado que 2010 é o Ano Internacional da Biodiversidade, fomos buscar, destes poetas, os poemas que falam da Natureza: os animais, as árvores, o mar, enfim, a vida.
O que se pediu aos convidados: que não esperassem profissionais a declamar. A nossa intenção era transformar esta sessão num encontro informal entre pais, filhos e professores, com a poesia como pretexto para ser lida e para se falar dela. Objectivo cumprido!


video

SEMANA DA LEITURA – ABERTURA

Para abrir a Semana da Leitura, o Clube de Música adaptou uma música ao poema “Um Livro” de João Pedro Mésseder e actuou no átrio da escola, antes da subida dos alunos para as salas de aula. Lamentamos não mostrar o grupo a cantar mas o filme não ficou nas melhores condições.

O poema faz parte do livro O g é um gato enroscado, Caminho.

21 DE MARÇO - DIA MUNDIAL DA POESIA

Para comemorar o Dia Mundial da Poesia e dar as boas-vindas à Primavera que chegou (pelo menos no calendário!), escolhemos um lindo poema de Edgar Carneiro.



sábado, 13 de março de 2010

AINDA O NÚMERO PI

Os alunos inscritos no Clube de Matemática trabalharam seriamente o número pi (3,14). Aqui fica um dos trabalhos elaborados.

POEMA DO PI

Quem disse que Matemática não rima com poesia?


DIA DO PI

14 de Março (14/3) é o dia do PI (3,14). O Clube de Matemática da Escola EB 2,3 de Arrifana, coordenado pela professora Ana Cristina Machado, desenvolveu várias actividades com os alunos, que ficaram a saber mais sobre este número, e organizou uma exposição para mostrar à escola que há um dia para o comemorar.











quinta-feira, 11 de março de 2010

POEMA À NATUREZA

Em Março do ano passado, e para comemorar o Dia Mundial da Poesia, a BE solicitou a cada turma que redigisse uma quadra subordinada ao tema da Natureza. As quadras foram afixadas num painel que esteve exposto durante algum tempo, como se pode ver nas fotos da mensagem de 29 de Março.
Agora, um ano volvido, as melhores quadras foram unidas e um poema colectivo nasceu.


segunda-feira, 8 de março de 2010

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

"Foi em 1910 que teve lugar a 1ª Conferência Internacional de Mulheres, em Copenhaga, onde foi aprovada uma proposta da socialista alemã Clara Zetkin de instituição de um Dia Internacional."
O Dia Internacional da Mulher foi criado para mostrar ao mundo a discriminação e a desiguladade de género e teve origem nas manifestações femininas por melhores condições de trabalho e direito de voto. Hoje, em pleno século XXI, ainda existem muitas situações de desiguladade, de violência contra as mulheres, de injustiças. No entanto, são muitas as mulheres que se destacam em todas as áreas do conhecimento e da cultura. A nossa homenagem, hoje, é para as mulheres das letras que ganharam o Prémio Nobel da Literatura. Seguir-se-ão outras.


Neste site, podem ser lidas biografias de 80 mulheres com 80 anos ou mais, que deixaram a sua marca na história dos povos.

domingo, 7 de março de 2010

O TESOURO - SELMA LAGERLÖF


O livro de Selma Lagerlöf, O tesouro, seleccionado pela BM de Anadia para a fase distrital do Concurso Nacional de Leitura, estava esgotado mas a nova edição já se encontra na BE.

Segundo o New York Times, trata-se de um "romance fantasmagórico, um conto de fadas cheio de intriga e de suspense, de paixões proibidas e de uma justiça superior que se sobrepõe a tudo." (in contracapa do livro)

CÂNTICO NEGRO - JOSÉ RÉGIO

A propósito do concurso que a BE está a promover, "Poesia filmada", fica um exemplo do que se pretende que os alunos façam: basta escolher um poema de um autor português, treinar a sua leitura, escolher o cenário e... filmar. Neste filme, o actor Marco d'Almeida recita um belíssimo poema de José Régio.

José Régio recusava o que lhe era pedido e até imposto pela sociedade. Sentindo-se mal entendido, intolerado e só, buscou a originalidade na sua poesia.
Para ler e ouvir ler:

quinta-feira, 4 de março de 2010

ANIVERSÁRIO DE VIVALDI

O compositor italiano Antonio Lucio Vivaldi nasceu há 332 anos. A sua obra mais conhecida é "As quatro estações". Uma vez que a Primavera está prestes a chegar, ouçamo-la.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...