sexta-feira, 30 de novembro de 2012

UM CONTO DE NATAL POR DIA

Hoje, não trazemos um conto, trazemos cinco num único livro, O menino: 5 histórias de Natal, de António Mota, Francisco Duarte Mangas, João Manuel Ribeiro, Nuno Higino, Vergílio Alberto Vieira, com belíssimas ilustrações, em tons suaves, de José Emídio. Neles são abordados temas como a inocência infantil, a justiça e a igualdade e mostram que a alegria mora nas pequenas coisas da vida.
1ºconto: "Promessas"
2ºconto: "Nenhuma infância, mesmo a dele"
3ºconto: "O postal de Natal que não gosta do Natal"
4ºconto: "O boi chegará a tempo do presépio?
5ºconto: "Conto de Natal"


Destacamos o primeiro parágrafo do conto de Francisco Duarte Mangas:
"Ergue-se da manjedoura, entontecido pelo bafo a feno ruminado. Enfim, é a hora de andarilhar o seu caminho: nenhuma infância, mesmo a dele, terá tempo para ser eterna. Está frio, muito frio. Como  poderá o menino sair assim, desagasalhado, do estábulo? A notícia corre ligeira. Vieram emissários de toda a parte, uns de avião, outros de automóvel. Amáveis como o menino nunca vira ninguém, sorriso aberto, suaves gestos, palavras tépidas como o vinho. Todos quiseram ajudar. Tanta generosidade espanta, assusta o menino. E prometem-lhe roupa para  a vida toda, vivesse ele a vida toda; leite, iogurtes, bolachas, Ben-u-ron, fraldas rigorosamente impermeáveis."

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

UM CONTO DE NATAL POR DIA

Sonhos de Natal, de António Mota, com lindíssimas ilustrações de Júlio Vanzeler, é uma ternurenta história de Natal (com tradições já esquecidas por muitos) passada numa aldeia longínqua onde o Inverno chega mais cedo. Aqui, vive-se com expectativa a chegada do Natal e os preparativos para a festa. As crianças fazem os pedidos ao Menino Jesus num ambiente caseiro onde reina uma atmosfera harmoniosa. E, no fim, há uma surpresa!




Os dois primeiros parágrafos:

"Eu nasci e vivi alguns anos numa aldeia muito pequena escondida por uma enorme mancha de altos pinheiros e carvalhos gigantescos. Pedra de Hera era o nome dessa aldeia.
Todos os anos, com a chegada do Outono, da chuva e dos fortes ventos, as castanhas desprendiam-se dos redondos ouriços que enfeitavam os castanheiros centenários que havia espalhados por toda a Pedra de hera. Sem as castanhas, os ouriços abertos lá no cimo dos castanheiros faziam-me lembrar ninhos cobertos por picos. E as folhas amarelecidas pareciam cobertores pequeninos a secar ao sol."

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

UM CONTO DE NATAL POR DIA

Milagre de Natal é um conto de António Torrado, ilustrado por Inês Oliveira, que relata a noite de Natal de um cachorrinho de rua, perdido na balbúrdia das ruas da cidade. Mas, o Pai Natal faz confusão, o cachorrinho acaba no seu saco de presentes e, por engano, é deixado na casa de um menino. Este presente vai encher de alegria a família do menino e trazer magia ao Natal.


 Os primeiros parágrafos:

"Por casa, o Pai Natal anda de chinelos. No Verão, parece que calça sandálias ou anda descalço, com o mar pelos tornozelos e o olhar sempre nas ondas, à cata de nadadores atrevidos. Isto porque, no Verão, o Pai Natal é banheiro, numa praia que eu cá sei.
Mas já estou eu a desviar-me da nossa história.
Eu queria era começar pelas botas do excelentíssimo senhor Pai Natal. Quando se sentem engraxadas, muito bem escovadas, zape, zape, zape, puxadas ao brilho, elas já sabem. «Está o Natal à porta», dizem uma para a outra, rangendo de contentes."

terça-feira, 27 de novembro de 2012

UM CONTO DE NATAL POR DIA

O livro A história de Natal de Auggie Wren, de Paul Auster com ilustrações da premiada ilustradora argentina Isol, é uma história nada convencional mas comovente que envolve uma carteira perdida, uma mulher cega e uma ceia de Natal. 
O que é roubar? O que é dar? O que é uma mentira? O que é a verdade? 
Da contracapa: "Paul Auster compra os seus cigarros holandeses numa determinada tabacaria de Brooklyn, cujo proprietário, de alcunha literária Auggie Wren, tem um curioso hábito: fotografar a sua rua a diversas horas, em diferentes estações, ano após ano. No Natal de 1990, o The New York Times pediu a Paul Auster um conto natalício e será Auggie a inspirá-lo ao contar uma história plena de ternura. Mas a inspiração não tocou apenas a Paul Auster, já que o realizador de cinema Wayne Wang decidiu contactá-lo e propor uma colaboração que acabaria por dar origem ao filme Smoke.



O primeiro parágrafo do livro:

"Ouvi a história ao Auggie Wren. Já que o Auggie não faz lá muito boa figura nela, pelo menos tão boa figura como gostaria, pediu-me que não usasse o nome dele. Fora isso, tudo aquilo da carteira perdida e da cega e do jantar de Natal é exactamente como ele me contou."

O primeiro parágrafo da história contada por Auggie Wren:

"- Foi no Verão de setenta e dois – disse – Entrou-me um miúdo, uma manhã, e pôs-se a roubar coisas na loja. Devia ter aí uns dezanove, vinte anos, e acho que nunca tinha visto na minha vida um ladrão com tanta falta de jeito. (..) Assim que percebi o que é que ele estava a tramar, pus-me aos gritos. Ele largou a correr que nem uma lebre. Fui atrás dele aí até meio do quarteirão, e depois desisti. Ele tinha deixado cair qualquer coisa no caminho, e como já não me apetecia correr mais, baixei-me para ver o que seria."

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

UM CONTO DE NATAL POR DIA

Muito antes do Natal, a publicidade e as lojas decoradas invadem-nos os sentidos a lembrar que a quadra festiva vai chegar e apela ao consumo desmesurado. 
Neste livro de Luísa Ducla Soares, com ilustrações maravilhosas de Fátima Afonso, há duas estórias. A primeira, "O primeiro Natal em Portugal", mostra que nem todos o vivem da mesma maneira, nem na mesma data, mas todos os dias são bons para se ser solidário. A segunda, "Natal no hipermercado" mostra de forma divertida, mas que faz pensar, o quanto o consumismo nos tira os pequenos prazeres da vida que, bem vistas as coisas, são os grandes prazeres.


Primeiros parágrafos do conto "Natal no hipermercado":

"Muito gostava o Rodrigo de ir à caixa de correio. Quando o Natal se aproximava, estava sempre tão cheia que alguns papéis coloridos ficavam entalados na fresta estreita e comprida. O rapaz puxava-os, mesmo antes de dar a volta à chave, no entusiasmo de descobrir coisas maravilhosas, que apetecia mesmo comprar. Subia no elevador com meia dúzia de envelopes brancos, sem graça nenhuma, e uma resma de publicidade. A mãe abria as cartas e punha de lado, com um gesto aborrecido, todos os folhetos. 
 — Lixo! — irritava-se ela."

domingo, 25 de novembro de 2012

UM CONTO DE NATAL POR DIA

A um mês do Natal, iniciamos, hoje, a apresentação de um conto por dia, capa e alguns parágrafos, como motivação à leitura. 
O livro O Pai Natal vai à guerra, da grega Aryiro Kokoreli, dedicado a todas as crianças que nunca o vão ler, vale pelas ilustrações de Nicholas Andrikopoulos e pela mensagem: o Natal não chega a sítios onde há guerra. Aí, as crianças não pedem brinquedos. Aí, a única coisa que têm a dizer ao Pai Natal é: 
- Tenho frio.
- Tenho fome.


Os dois primeiros parágrafos:

"Um Pai Natal sorridente e feliz entra na oficina onde são feitos os brinquedos que leva às crianças no Natal. Tem na mão uma lista de presentes que as crianças pediram em cartas, mensagens de texto, faxes e e-mails que recebeu. Os seus ajudantes, os elfos, estão à sua espera na oficina.
- Meus queridos asistentes, estamos prontos para começar - diz o Pai Natal, enquanto encavalita os óculos no nariz antes de ler a lista. - Cem milhões de telemóveis. Sessenta milhões de estojos de maquilhagem para meninas. Noventa milhões de consolas de jogos. Milhares de CD de música pop - continua, acrescentando depois que tem de ir ver as suas renas. - E não se esqueçam de asinalar no mapa os lugares que tenho de visitar."

sábado, 24 de novembro de 2012

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

APRENDER COM A BIBLIOTECA ESCOLAR

Este documento "pretende contribuir, através de um conjunto de indicadores, atividades e estratégias de aprendizagem de carácter transversal, essenciais à afirmação de uma cultura de ensino e aprendizagem que vá ao encontro das necessidades dos alunos do século XXI."


Ler o pdf.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

terça-feira, 20 de novembro de 2012

MITO MÓVEL


Ouvir contar mitos do princípio das coisas foi a proposta do núcleo pedagógico da Biblioteca Municipal de Santa Maria da Feira, lançada aos alunos do 7ºD para o dia de hoje. Através do Mito Móvel, foram contadas a história das primeiras histórias, dos primeiros homens, da primeira escultura, do primeiro desenho. 
No final, houve espaço para a redação de uma pequena história, pelos alunos, que construíram o seu próprio "móvel" para contarem as histórias criadas, subordinadas ao tema "princípios". 
Os títulos das histórias dos alunos: 
  • A primeira orquestra 
  • A primeira música 
  • O primeiro desgosto
  • O primeiro raio de sol

Mito Móvel



As histórias contadas pela Sara e pela Maria João

Participação de dois alunos


Criação de histórias








Apresentação das histórias

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

DIA DO NÃO FUMADOR

Para alertar a comunidade escolar que o tabaco é uma bomba que mata, o projeto Saúde apresentou esta ilustração bem elucidativa.


A BE  possui alguns documentos que o confirmam cientificamente.
Consultar o catálogo informático aqui.

sábado, 17 de novembro de 2012

CONCURSO DE CONTO CORRENTES D'ESCRITAS/PORTO EDITORA

Está a decorrer nova edição do Prémio Conto Infantil Ilustrado Correntes d'Escritas/Porto Editora, organizada pela Câmara da Póvoa de Varzim. Para participar, as escolas, em grupo por alunos do 4.º ano do 1.º ciclo, devem criar histórias inéditas em língua portuguesa .

O conto deve ter no mínimo uma página, três no máximo, ilustrações num documento à parte - e não se aceitam desenhos em formato informático -, com dimensões máximas de 24 cm x 24 cm, e deverá resultar de um trabalho conjunto de todos os alunos da turma. 

A escola vencedora (de onde seja proveniente o conto que fique em primeiro lugar) recebe mil euros em edições e produtos Porto Editora. Os alunos e a professora do trabalho distinguido com o primeiro prémio recebem um conjunto de edições da mesma editora. A segunda classificada recebe 500 euros também em edições e produtos Porto Editora e a terceira 250 euros.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

CONCURSO "SARAMAGO - UMA HISTÓRIA DE 90 ANOS"

Para assinalar os 90 anos do Nobel José Saramago, a Editora Caminho-Leya, em parceria com o Plano Nacional de Leitura (PNL), a Rede de Bibliotecas Escolares e a Fundação José Saramago promovem um concurso que envolve a escrita e as tecnologias.


Ler o regulamento aqui.

ANIVERSÁRIO DE JOSÉ SARAMAGO

http://www.josesaramago.org/


“Escrevo para desassossegar os meus leitores”, disse José Saramago, pela última vez, na apresentação do seu romance “Caim”.
José Saramago faria hoje 90 anos. Muitas são as atividades que vão ser desenvolvidas em sua homenagem, promovidas essencialmente pela Fundação com o seu nome a que chamou "Dia do desassossego".

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

VISUALIZAÇÕES DO BLOGUE

O blogue Fora-da-Estante ultrapassou, hoje, as 100000 visualizações, o que, para nós, é um orgulho. Fica um desafio: sigam-nos! Queremos aumentar o número de seguidores e levar mais longe a informação.





terça-feira, 13 de novembro de 2012

AMOR DE PERDIÇÃO: UMA FOTONOVELA DOS TEMPOS MODERNOS



A Direção-Geral da Educação acaba de criar um site onde está a ser lançada uma fotonovela digital para assinalar os 150 anos da edição da obra mais conhecida de Camilo Castelo Branco, Amor de perdição.
Trata-se de uma fotonovela dos tempos modernos que poderá ser acedida por alunos e professores.
Seguir o link

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

NINA, A MENINA VERDINHA

No âmbito do tema agluinador "Juntos aprendemos a crescer...", o JI de Stº António recebeu a visita da enfermeira Patrícia que veio falar do corpo e contou a história de Nina a menina verdinha. As crianças adoraram.


educadora Maria João Silva

HALLOWEN NO JI DE STº ANTÓNIO

A partir das estórias da Bruxa Mimi, as crianças elaboraram bruxas com balões e cartolina e prepararam-se para as travessuras e/ou doçuras.





educadora Maria João Silva

COMPOTA DE ABÓBORA

No dia da alimentação, as crianças do JI de Stº António, devidamente acompanhadas pela educadora, fizeram compota de abóbora. Que delícia!!!



educadora Maria João Silva

O OUTONO NO JI DE STº ANTÓNIO

O outono chegou ao JI de Stº António e as crianças divertiram-se.





educadora Maria João Silva

domingo, 11 de novembro de 2012

S. MARTINHO NO JI DO BAIRRO

As criancas ouviram a lenda de S. Martinho e a história da Maria Castanha. Construiram a Maria Castanha, decoraram cartuchos e fizeram a fogueira. E os meninos e meninas da EB1 do Bairro também se juntaram à festa.


No JI do Bairro festejamos o S. Martinho.
Comemos castanhas e bebemos suminho.


 


 educadora Cristina Silva

sábado, 10 de novembro de 2012

COLEÇÃO "HISTÓRIAS DE GÉNIO"

A revista Visão está a publicar uma coleção dedicada a quatro génios do empreendedorismo. O primeiro livro já pode ser requisitado na BE.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

domingo, 4 de novembro de 2012

BIBLIOTECA JOANINA

A Biblioteca Joanina da Universidade de Coimbra é um dos mais espetaculares monumentos portugueses e um dos principais exemplos da arquitetura barroca.
A visitar.



in, revista Zona Y, novembro 2012

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...