quinta-feira, 13 de março de 2008

SEMANA DA LEITURA PASSO A PASSO - RECITAL DE POESIA

Antes de começar
Poema de Tom Jobim acompanhado à flauta

Poema de Pedro Abrunhosa
Poema de Sérgio Godinho
Afinal, poesia rima com matemática!

Lendo os poetas: Luís de Camões, Florbela Espanca, Fernando Pessoa, Vinicius de Morais, Zeca Afonso

Actuação do coro da escola
A semana da leitura terminou em alta com o espectáculo "Cantar a Poesia". Foram feitas duas sessões (uma de manhã para alunos e outra à noite para pais), ambas com lotação esgotada. A BE tornou-se muito pequena para albergar tanta gente. Muitos alunos estiveram envolvidos juntamente com quatro professoras que os ensaiaram. Muitos poetas foram recitados, sempre com música a acompanhar, pelo que muitos livros sairam da estante. No início do espectáculo foram entregues os prémios aos quatro alunos vencedores do concurso de poesia "Matemática com amor" que decorreu durante o mês de Fevereiro. estes alunos provaram que, afinal, amor, poesia e matemática são três palavras que "rimam".
Do programa, deixamos aqui a introdução, tomada de empréstimo a Manuel Alegre:
Somos um país pequeno e pobre e que não tem
senão o mar
muito passado e muita História e cada vez menos
memória
país que já não sabe quem é quem
país de tantos tão pequenos
país a passar
para o outro lado de si mesmo e para a margem
onde já não quer chegar. País de muito mar
e pouca viagem.
Manuel Alegre, in Doze Naus, Dom Quixote, 2007

Num mundo cruel e sem tempo, num “país de muito mar e pouca viagem”, de barcos à deriva e muitos encalhados, resta-nos a poesia, metáfora de sonho e amor. Para que a memória, cada vez mais pequena, não se extinga para sempre.
Aproveitemos o momento com os nossos poetas.
a coordenadora da BE/CR
Ana Paula Oliveira

2 comentários:

Anónimo disse...

Excelente! Resta a pena de a maior parte da comunidade escolar não ter acesso a estas iniciativas...

BE/CR da Escola EB 2,3 de Arrifana disse...

Concordo plenamente. Mas um espectáculo como este exige um esforço muito grande e um espaço que a escola não tem. Foi preciso lutar contra muita resistência de colegas que não gostam de dispensar os alunos das suas aulas para que eles possam fazer algo de diferente e que lhes proporciona cultura, maturidade e responsabilidade. Alargar à comunidade escolar em geral, dado que não temos um auditório, significaria fazer mais sessões e isso iria "mexer" ainda mais com as outras aulas.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...